• EN
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • Linkedin
Você está em: Início > Ensino > Unidades Curriculares > M1MCN043
Autenticação
ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Didática da Matemática I

Código: M1MCN043    Sigla: DM I

Ocorrência: 2023/24 - 1S

Área de Ensino: Ciências Matemáticas e Naturais

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular Créditos Horas Contacto Horas Totais
M1MCN 5 Despacho n.º 8687/2022 3 36 81

Horas Efetivamente Lecionadas

MMCN-TB

Teórico-Práticas: 29,50

Docência - Horas Semanais

Teórico-Práticas: 2,40

Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 2,40
Neusa Cristina Vicente Branco   2,40

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Neusa Cristina Vicente Branco Responsável
Nelson José Mestrinho Lopes Coordenação Científica
Maria Clara Marques dos Santos Martins Coordenação Científica

Língua de Ensino

Português

Objetivos de Aprendizagem (conhecimento, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

O1. Mobilizar aspetos conceptuais fundamentais da Didática da Matemática, tendo em vista o processo de ensino-aprendizagem;
O2. Analisar o currículo de Matemática e perspetivar a sua articulação com outras áreas de conhecimento;
O3. Analisar e refletir sobre abordagens didáticas para o ensino dos temas matemáticos, focando-se no desenvolvimento do conhecimento de conceitos e procedimentos e no desenvolvimento de capacidades matemáticas transversais e capacidades e atitudes gerais;
O4. Analisar a natureza das tarefas e explorar/construir materiais didáticos, com visa à promoção da aprendizagem, ao uso de diferentes representações e ao estabelecimento de conexões internas e externas;
O5. Refletir sobre o papel do professor e dos alunos na aula de matemática;
O6. Analisar e refletir sobre problemas da sala de aula e dificuldades mais comuns dos alunos na aprendizagem da Matemática;
O7. Planificar e implementar situações de aprendizagem fundamentadas em propostas didáticas inovadoras.

Conteúdos programáticos

CP1. A Didática da Matemática como instrumento do professor
CP2. O currículo de Matemática e a gestão curricular
CP3. A organização e a dinâmica do processo de ensino-aprendizagem
CP4. Recursos didáticos para a sala de aula
CP4.1. A natureza das tarefas
CP4.2. Recursos físicos e digitais
CP5. Temas e capacidades matemáticas
CP5.1. Abordagens didáticas, conceitos centrais e recursos específicos no ensino da Geometria e medida, Números, Álgebra e Dados. Articulação com o desenvolvimento de capacidades matemáticas e abordagem interdisciplinar

CP5.2. Dificuldades na aprendizagem da Matemática

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Os conteúdos programáticos visam fornecer um conjunto integrado de conhecimentos sobre a aprendizagem dos alunos, o currículo e o processo de ensino. A discussão em torno da Didática da Matemática, os problemas a que responde e o que contribui para o seu desenvolvimento, visa a promoção do conhecimento sobre o ensino-aprendizagem deste tema (O1). O estudo do currículo perspetiva a análise dos vários temas, das relações entre si e de conexões com outros domínios, numa abordagem interdisciplinar (O2). Na análise da organização e da dinâmica do ensino-aprendizagem e de materiais didáticos, têm oportunidade de refletir sobre as principais perspetivas de ensino (O3), os recursos didáticos a usar (O4) e de refletir sobre o papel do professor e dos alunos (O5). A discussão em torno de diferentes abordagens didáticas, conceitos e recursos no ensino de cada tema matemático proporciona a reflexão acerca dessas abordagens didáticas (O3) e a procura de solução para problemas da sala de aula e dificuldades dos alunos (O6).

Metodologia de Ensino (Avaliação incluída)

A UC visa o desenvolvimento do conhecimento sobre a prática letiva em Matemática, com análise e discussão de recursos, abordagens de ensino, preparação e reflexão sobre a concretização de situações de ensino-aprendizagem. Existem momentos de trabalho individual, em pequeno e em grande grupo. É proposta a análise e discussão de documentos (curriculares, profissionais, científicos, tarefas e planos de aula) e a utilização de materiais manipuláveis e digitais. A análise envolve identificação de estratégias de ensino, objetivos de aprendizagem, processo de aprendizagem e antecipação de dificuldades dos alunos. É proposta a conceção de tarefas e recursos, integrando capacidades matemáticas e interdisciplinaridade.
A avaliação por frequência envolve: a) Na assiduidade e participação ativa dos alunos nas atividades letivas a desenvolver em sala de aula (30%); b) Trabalhos individuais ou em grupo (70%).
A avaliação por exame resulta de uma prova escrita individual e presencial.


Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Pretende-se que o ambiente de sala de aula na UC proporcione momentos de análise, discussão e reflexão entre formandos e entre formandos e professor, daí existirem modos de trabalho diversificados. A promoção da conceção de tarefas e materiais didáticos de natureza diversa, em grupo, permite aos formandos perspetivar o trabalho do professor de Matemática, tendo em conta os conteúdos da unidade curricular e os instrumentos didáticos adquiridos.
O modo de trabalho e os recursos usados visam proporcionar aos futuros professores o desenvolvimento do seu conhecimento da didática da Matemática (O1 e O2), com vista à promoção de aprendizagens significativas aos seus alunos e contextualizadas no currículo, na sociedade atual e na especificidade do contexto educativo. São proporcionadas experiências que visam a análise e a conceção de materiais para a sala de aula e a reflexão sobre a abordagem de ensino a seguir (O3, O4). O trabalho é apoiado pela análise do programa de Matemática e de manuais escolares e pela discussão de textos profissionais e científicos. Esse trabalho decorre em aula e também através do trabalho autónomo (15h). É fomentada a articulação com a UC de PES no 2.º ciclo - Matemática e Ciências Naturais. 
A UC visa promover a compreensão do processo de ensino-aprendizagem, refletindo sobre abordagens e o papel dos intervenientes (O3, O5), proporcionada pela análise de situações da prática letiva, planificação e conceção de materiais didáticos, bem como pela identificação de estratégias de ensino tendo em conta os objetivos curriculares. Promove, assim, a discussão de situações de ensino aprendizagem e a elaboração de planos de aula, antecipando abordagens de sala de aula, dificuldades e estratégias dos alunos (O3, O4 e O6), nas aulas e em trabalho autónomo (15h).
O foco é a análise e a discussão de situações da prática letiva do professor de Matemática do 2.º ciclo, bem como a preparação e reflexão sobre a concretização de situações de ensino-aprendizagem. Para tal, os futuros professores devem ser capazes de mobilizar os seus conhecimentos e ter uma atitude de formação continuada e investigativa. É dada particular atenção aos diferentes temas matemáticos e às capacidades matemáticas, bem como a interdisciplinaridade com as Ciências Naturais. A UC é ministrada em estreita colaboração com a UC de Didática das Ciências Físicas e Naturais através da implementação de atividades comuns, bem como pela utilização de materiais e recursos audiovisuais e tecnológicos em contextos matemáticos e em contextos da realidade (visando O6), analisando e criando propostas de trabalho para o 2.º CEB (Trabalho autónomo 15h). Fomenta-se a compreensão da natureza da Matemática e da sua articulação com outras áreas, aspeto a terem em consideração na planificação das suas aulas (O2). É explorada a utilização didática da tecnologia, promovendo a análise e reflexão sobre as suas potencialidades na aprendizagem da Matemática.

Bibliografia de consulta (existência obrigatória)

Abrantes, P, & Araújo, F. (Coord.) (2002). Reorganização curricular do ensino básico: Avaliação das aprendizagens. ME/DEB
Abrantes, P., Serrazina, L., & Oliveira, I. (1999).
A Matemática na educação básica. ME.
Boavida, A., Paiva, A., Cebola, G., Vale, I., & Pimentel, T. (2008).
A experiência matemática no ensino básico. ME-DGIDC.
Canavarro, A. P. (2011). Ensino exploratório da Matemática: Práticas e desafios.
Educação e Matemática, 115, 11-17.
GTI (Ed.) (2005). O professor e o desenvolvimento curricular. APM.

GTI (Ed.) (2017). A Prática dos professores: Planificação e discussão coletiva na sala de aula. APM.
NCTM (2007). Princípios e normas para a matemática escolar. APM.
NCTM (2017). Princípios para a ação. APM.
Ponte, J.P. (Org.) (2014). Práticas profissionais dos professores de Matemática. Instituto de Educação, Universidade de Lisboa.
Aprendizagens essenciais de Matemática. http://aem.dge.mec.pt/pt/projeto