• EN
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • Linkedin
Você está em: Início > Ensino > Unidades Curriculares > M1MCN045
Autenticação
ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Prática de Ensino Supervisionada no 2.º Ciclo do Ensino Básico - Matemática e Ciências Naturais I

Código: M1MCN045    Sigla: PES-MC I

Ocorrência: 2023/24 - 1S

Área de Ensino: Ciências Matemáticas e Naturais

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular Créditos Horas Contacto Horas Totais
M1MCN 5 Despacho n.º 8687/2022 10 120 270

Horas Efetivamente Lecionadas

MMCN-TB

Ensino Prático e Laboratorial: 4,00

Docência - Horas Semanais

Ensino Prático e Laboratorial: 5,00

Tipo Docente Turmas Horas
Ensino Prático e Laboratorial Totais 1 5,00
Bento Filipe Barreiras Pinto Cavadas   2,50
Elisabete Fernandes Linhares Manzoni de Sequeira   0,00
Nelson José Mestrinho Lopes   0,00
Neusa Cristina Vicente Branco   0,50
Raquel Filipa Marques dos Santos   2,00

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Bento Filipe Barreiras Pinto Cavadas Responsável
Nelson José Mestrinho Lopes Coordenação Científica
Bento Filipe Barreiras Pinto Cavadas Coordenação Científica
Marisa Sofia Monteiro Correia Coordenação Científica
Maria Clara Marques dos Santos Martins Coordenação Científica
Elisabete Fernandes Linhares Manzoni de Sequeira Coordenação Científica

Língua de Ensino

Português

Objetivos de Aprendizagem (conhecimento, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Com esta unidade curricular pretende-se que o estudante seja capaz de:
O1. Conhecer o contexto e as problemáticas do ensino da matemática e das ciências naturais no 2.º CEB;
O2. Interagir pedagogicamente com todos os intervenientes na ação educativa;
O3. Desenvolver uma atitude analítica e reflexiva face a situações vivenciadas na prática profissional;
O4. Mobilizar conhecimentos adquiridos na problematização das situações da prática profissional;
O5. Atuar como um profissional de educação, nomeadamente, ao: observar e analisar contextos e situações; planificar ações adequadamente; desenvolver coerente e fundamentadamente estratégias de trabalho; avaliar os resultados alcançados;
O6. (Auto)avaliar o seu desempenho explicitando numa perspetiva de reflexão sobre a ação.

Conteúdos programáticos

Os conteúdos decorrerão das ações educativas observadas, descritas, analisadas, implementadas e avaliadas pelos/as estudantes no contexto de 2.º CEB em Matemática e em Ciências Naturais.

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Esta UC tem como principal componente o estágio. Sendo assim, os conteúdos a abordar em seminários e tutorias decorrerão das ações educativas observadas, descritas, implementadas e avaliadas pelos estudantes no contexto de 2.º CEB. No enquadramento de um paradigma reflexivo, assente na prática, pretende-se que desenvolvam competências como profissionais de educação sobre o contexto e as problemáticas do ensino da matemática e das ciências naturais no 2.º CEB (O1), no que respeita a observar e analisar contextos e situações; planificar ações; fundamentar estratégias de trabalho; avaliar os resultados alcançados (O5) e o seu desempenho (O6). Nesses momentos de aprendizagem irão analisar e refletir sobre a interação pedagógica com os intervenientes na ação educativa (O2), proporcionando-se, assim, o desenvolvimento de uma atitude analítica e reflexiva face a situações da prática profissional (O3) e a mobilização de conhecimentos adquiridos na sua problematização (O4).



Metodologia de Ensino (Avaliação incluída)

As metodologias de ensino nesta UC envolvem:
- Prática de ensino supervisionada e enquadrada pelos supervisores da ESE/IPS e pelos professores cooperantes;
- Discussão, análise e aprofundamento das situações da prática profissional, mobilizando os referentes teóricos necessários;

- Construção, apresentação e debate de documentos ou outros produtos resultantes da análise das situações de prática.

A avaliação resulta da ponderação de dois elementos:
a) O desempenho em Estágio (60%);
b) Um Portefólio de Estágio Individual (40%): Correspondente ao trabalho desenvolvido em estágio onde devem constar as evidências do trabalho desenvolvido (contextualização, planificações, materiais, avaliações, relatos analíticos); reflexões investigativas periódicas, sustentadas por documentação de suporte recolhida e consultada, instrumentos construídos, procedimentos desenvolvidos, conclusões e implicações retiradas, sendo a base de construção do Relatório de Estágio.
Esta UC não contempla avaliação por exame.


Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Esta unidade curricular assume-se como um espaço integrador e de articulação com todas as unidades curriculares do semestre, em particular com as unidades curriculares de Didática da Matemática e de Didática das Ciências Físicas e Naturais e outras componentes de formação que visam uma iniciação progressiva à prática profissional. Pretende proporcionar competências de análise e de intervenção em contextos de 2.º CEB (O1 e O2).
Deste modo, os estudantes estagiam ao longo do semestre nas salas de aula do 2.º CEB nas disciplinas de Matemática e Ciências da Natureza, realizando um trabalho direto com os alunos, bem como a participação em reuniões ou outras atividades desenvolvidas na Instituição. Nesses momentos, o estagiário tem sempre a supervisão do orientador cooperante que exerce as funções, responsabilidades e competências definidas no protocolo de colaboração entre a instituição de origem e a ESE/IPS. Cabe ao(s) professor(es) supervisor(es) da ESE/IPS acompanhar esse período de estágio e apoiar todos os intervenientes.
A intervenção do estudante deverá ser fundamentada no conhecimento da realidade educativa e na reflexão crítica sobre a sua atuação, tendo em conta uma planificação prévia e fundamentada (no âmbito de O3, O5 e O6).
Perspetiva-se que os estudantes mobilizem os conhecimentos adquiridos ao longo do seu percurso educativo, concebam, planifiquem, concretizem e avaliem a sua ação.
A prática de ensino supervisionada, enquadrada pelos supervisores da ESE/IPS, docentes da UC, e pelos professores cooperantes, com uma forte componente reflexiva, é uma metodologia de ensino que possibilita aos estudantes analisarem o contexto e as problemáticas do ensino da Matemática e das Ciências Naturais no 2.º CEB (O1) e potencia o desenvolvimento de uma atitude analítica e reflexiva face a situações de prática profissional vivenciadas (O3).
Os momentos reflexivos da prática de ensino supervisionada, que decorrem em seminários e em orientação tutorial, irão envolver a discussão, análise e aprofundamento das situações da prática profissional, mobilizando os referentes teóricos necessários, com o intuito de levar os estudantes a desenvolver competências de atuação como profissionais de educação, nomeadamente: observar e analisar contextos e situações; planificar ações adequadamente; desenvolver coerente e fundamentadamente estratégias de trabalho; avaliar os resultados alcançados (O5). Esses conhecimentos e competências serão mobilizados pelos estudantes, na componente de estágio (O4), na qual serão estimulados a interagirem pedagogicamente com todos os intervenientes na ação educativa (O2).
Através da construção, apresentação e debate de documentos e evidências, em vários formatos, resultantes da análise das situações de prática pretende-se auxiliar os estudantes a (auto) avaliar o seu desempenho explicitando e analisando numa perspetiva de reflexão sobre a ação.(O6).

Bibliografia de consulta (existência obrigatória)

GTI (Ed.) (2005). O professor e o desenvolvimento curricular. Lisboa: APM.

GTI (Ed.) (2010). O professor e o programa de matemática do ensino básico. Lisboa: APM.

Martins, I. (Coord.) (2007). Educação em Ciências e Ensino Experimental. Formação de Professores (2.ª ed.). Lx: ME - DGIDC.

ME (2017). Perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória. Lx: ME. 

ME (2018a). Aprendizagens essenciais. Articulação com o perfil dos alunos. 5.º ano. Ciências Naturais. Lx: ME.

ME (2018b). Aprendizagens essenciais. Articulação com o perfil dos alunos. 5.º ano. Matemática. Lx: ME

NCTM (2014). Princípios para a ação: Assegurar a todos o sucesso em Matemática. Lisboa: APM.

Pereira, A. (2002). Educação para a ciência. Lisboa: Universidade Aberta.

Reis, P. (2011). Observação de aulas e avaliação do desempenho docente. Lx: ME.

Roldão, M. C. (2003). Gestão do currículo e avaliação de competências: as questões dos professores. Lx: Editorial Presença.