• EN
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • Linkedin
Você está em: Início > Ensino > Unidades Curriculares > M1MCN049
Autenticação
ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Didática da Matemática II

Código: M1MCN049    Sigla: DM II

Ocorrência: 2023/24 - 2S

Área de Ensino: Ciências Matemáticas e Naturais

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular Créditos Horas Contacto Horas Totais
M1MCN 5 Despacho n.º 8687/2022 4 48 108

Horas Efetivamente Lecionadas

MMCN-TB

Teórico-Práticas: 0,00

Docência - Horas Semanais

Teórico-Práticas: 3,20

Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 3,20
Neusa Cristina Vicente Branco   3,20

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Neusa Cristina Vicente Branco Responsável
Maria Clara Marques dos Santos Martins Coordenação Científica
Nelson José Mestrinho Lopes Coordenação Científica

Objetivos de Aprendizagem (conhecimento, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

A UC visa contribuir para o desenvolvimento do conhecimento profissional dos futuros professores, em articulação com a prática pedagógica. Deste modo, pretende-se que sejam capazes de: O1. Analisar e discutir diferentes processos matemáticos envolvidos no ensino e aprendizagem desta disciplina; O2. Analisar situações da prática letiva; O3. Conceber materiais didáticos, planificar unidades didáticas e elaborar planos de aula no âmbito dos diferentes temas; O4. Compreender aspetos centrais do trabalho do professor de matemática na sala de aula; O5. Discutir processos de aprendizagem dos alunos no âmbito dos vários temas matemáticos; O6. Planificar e implementar situações de aprendizagem fundamentadas em propostas didáticas inovadoras; O7. Compreender diferentes processos de avaliação na aprendizagem da Matemática.

Conteúdos programáticos

CP1. Capacidades matemáticas CP1.1. Representações CP1.2. Comunicação matemática e negociação de significados CP1.3. Raciocínio matemático: Justificação, formulação e teste de conjeturas CP1.4. Resolução de problemas CP1.5. Conexões e pensamento computacional CP2. Preparação e condução da aula CP2.1. Planificação CP2.2. Organização da aula e questionamento do professor CP2.3. Ambientes inovadores de aprendizagem e práticas interdisciplinares. CP3. Os alunos e os processos de aprendizagem CP3.1. Estratégias dos alunos na aprendizagem da Geometria e medida, Números e operações, Álgebra e Dados CP3.2. Dificuldades na aprendizagem da Matemática CP4. Processos de avaliação em Matemática

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Os conteúdos visam fornecer conhecimentos fundamentais sobre a didática da matemática: sobre o conhecimento matemático para ensinar, o conhecimento dos alunos e sobre a prática letiva. O estudo de processos matemáticos envolve a análise e compreensão e a discussão do seu papel no ensino-aprendizagem da matemática (O1). Integra a prática letiva e de avaliação de modo a fomentar a compreensão de diferentes processos de avaliação (O7). O foco na preparação e condução de aulas, integra a análise de situações da prática letiva (O2), a reflexão sobre o trabalho do professor (O4) e a exploração de recursos adequados à lecionação (O3), integrando também ambientes de aprendizagem inovadores (O6). Foco no conhecimento dos alunos e da sua aprendizagem, estratégias e dificuldades (O5).

Metodologia de Ensino (Avaliação incluída)

O foco da UC é o desenvolvimento do conhecimento dos formandos sobre a prática letiva do professor de Matemática, com análise e a discussão de recursos, abordagens e situações da prática letiva, bem como a preparação e a reflexão sobre a concretização de situações de ensino-aprendizagem. Existem momentos de trabalho individual e coletivo, com diversos recursos, como análise e discussão de documentos (curriculares, profissionais e científicos) e de instrumentos de avaliação. Inclui a análise de tarefas e de planos de aula com vista à identificação de estratégias de ensino e dos objetivos de aprendizagem e à antecipação das dificuldades e estratégias dos alunos, a conceção/seleção de recursos, com enfoque na prática dos alunos.
Avaliação por frequência: Assiduidade e participação nas atividades (40%); Trabalho com componente individual e em grupo  sobre uma temática selecionada (60%).
Avaliação por exame: prova escrita individual e presencial.


Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

De modo a atingir os objetivos mencionados, pretende-se que o ambiente de sala de aula desta unidade curricular proporcione momentos de análise, discussão e reflexão entre formandos e entre formandos e professor, daí existirem modos de trabalho diversificados. Esse trabalho requer uma preparação prévia dos estudantes realizada de modo autónomo dos documentos sugeridos (20h). Ao analisarem e discutirem documentos sobre as temáticas referidas, os formandos desenvolvem e mobilizam o seu conhecimento sobre os processos matemáticos e sobre o trabalho de sala de aula e em particular sobre a aprendizagem dos alunos.
Com a análise e discussão de documentos profissionais e científicos relativos a perspetivas e abordagens didáticas e de planos de aulas e tarefas para o ensino dos diferentes temas matemáticos, os formandos têm oportunidade de refletir, individualmente ou em grupo, sobre esse conteúdo, de desenvolver a sua capacidade de análise dessas tarefas, evidenciando conexões, estratégias de resolução, representações, processos de avaliação e dificuldades mais comuns na aprendizagem dos alunos.
Finalmente, o foco na prática letiva com a análise e elaboração de tarefas e materiais didáticos de natureza diversa, em grupo, em sala de aula e em trabalho autónomo (10h), os formandos têm a possibilidade de relacionar este trabalho com a sua prática pedagógica, tendo em conta os conteúdos trabalhados na unidade curricular e os instrumentos didáticos adquiridos. Há uma articulação com o desenvolvimento da prática letiva dos formandos, tendo esta como principal propósito proporcionar a aprendizagem com compreensão aos seus alunos, envolvendo ambientes de aprendizagem inovados e o recurso às tecnologias de informação e comunicação. Com este intuito, promove-se o desenvolvimento da capacidade de analisar e refletir sobre como os alunos aprendem e desenvolvem capacidades em Matemática, bem como sobre como lhes proporcionar experiências de aprendizagens que contribuam para ultrapassar as suas dificuldades.
A metodologia seguida visa promover o conhecimento do processo de ensino-aprendizagem, proporcionada pela análise de situações da prática letiva, planificação e conceção de materiais didáticos, bem como pela identificação de estratégias de ensino tendo em conta os objetivos curriculares. Promove, assim, a discussão de situações de ensino-aprendizagem e a elaboração de planos de aula, antecipando abordagens de sala de aula, dificuldades e estratégias dos alunos em momentos de contacto e de trabalho autónomo 30h.

Bibliografia de consulta (existência obrigatória)

Abrantes, P., Serrazina, L., & Oliveira, I. (1999). A Matemática na educação básica. ME/DEB.
Boavida, A., Paiva, A., Cebola, G., Vale, I., & Pimentel, T. (2008). A experiência matemática no ensino básico. ME-DGIDC.
GTI (Ed.) (2005). O professor e o desenvolvimento curricular. APM.
GTI (Ed.) (2010). O professor e o programa de matemática do ensino básico. APM.
GTI (Ed.) (2017). A prática dos professores: Planificação e discussão coletiva na sala de aula. APM.
Canavarro, A. P. et al. (2021). Aprendizagens essenciais de Matemática (5.º e 6.º anos). ME.
Menezes, L., Santos, l., Gomes, H., Rodrigues, C. (2008). Avaliação em matemática: Problemas e desafios. SEM-SPCE.
Monteiro, C., & Pinto, H. (2007). Desenvolvendo o sentido do número racional. APM.
NCTM (2017). Princípios para a Ação: Assegurar a todos o sucesso em Matemática (original de 2014). NCTM.
Coletânea de tarefas 5.º ano e Coletânea de tarefas 6.º ano. http://aem.dge.mec.pt/pt/recursos