• EN
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • Linkedin
Você está em: Início > Ensino > Unidades Curriculares > M1MCN2038
Autenticação
ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Estudo do Meio Físico e Social

Código: M1MCN2038    Sigla: EMFS

Ocorrência: 2023/24 - 2S

Página Web:https://moodle.ipsantarem.pt/course/view.php?id=1353
Área de Ensino: Ciências Matemáticas e Naturais

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular Créditos Horas Contacto Horas Totais
M1MCN 5 Despacho n.º 8687/2022 4 48 108

Horas Efetivamente Lecionadas

MMCN-TA

Teórico-Práticas: 33,00

Docência - Horas Semanais

Teórico-Práticas: 3,20

Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 3,20
David Alexandre Assunção da Paz Beirante   1,60
Marisa Sofia Monteiro Correia   1,60

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Marisa Sofia Monteiro Correia Responsável
Elisabete Fernandes Linhares Manzoni de Sequeira Coordenação Científica
Francisco Paulo Vieira da Silva Coordenação Científica
Bento Filipe Barreiras Pinto Cavadas Coordenação Científica
Lia Pappámikail Ribeiro d Almeida Coordenação Científica
Marisa Sofia Monteiro Correia Coordenação Científica

Objetivos de Aprendizagem (conhecimento, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

1. Perspetivar os processos de construção social da identidade pessoal. 2. Identificar como se organiza o meio social envolvente: família e escola. 3. Estudar elementos de demografia portuguesa e as suas consequências para a estrutura da nossa sociedade. 4. Percecionar a constituição de uma sociedade multicultural. 5. Compreender a repartição territorial da população portuguesa. 6. Compreender as propriedades e aplicações da luz. 7. Aplicar as leis de Newton para resolver problemas algébricos de movimento unidirecional. 8. Compreender os diferentes tipos de movimento e a forma das trajetórias. 9. Interpretar resultados de um procedimento experimental à luz de um determinado modelo ou quadro teórico. 10. Argumentar de forma científica, utilizando um discurso que evidencie um pensamento crítico e que contribua para a resolução problemas do quotidiano.

Conteúdos programáticos

Módulo 1 1. Indivíduo, família e escola 1.1. A construção social da identidade pessoal 1.2. Estudo do meio social envolvente: A família; a escola. 2. A evolução demográfica e a repartição territorial da população portuguesa 2.1. Evolução demográfica: fatores e tendências. 2.2.Matriz cultural da sociedade portuguesa e a importância da educação intercultural. 2.3. A repartição territorial da população portuguesa: rede urbana Módulo 2 3. Propriedades e aplicações da luz 3.1. Conceito de onda 3.2. Espetro eletromagnético 3.3. Fenómenos ótícos 4.Forças e movimentos 4.1.Princípio da ação-reação 4.2.Movimento unidimensional (lei da Inércia e lei fundamental da Dinâmica) 4.3.Introdução ao movimento no plano

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Pretendendo-se perspetivar com os mestrandos a construção do eu na sociedade e a suas implicações na estruturação dessa mesma sociedade, a abordagem dos processos de socialização primária (na família) e secundária (desde logo na Escola) devem ser explorados analiticamente. Desta forma, faz-se a ligação entre o objetivo geral 1 e os pontos 1.1. e 1.2 dos conteúdos. Almejando-se, nos objetivos 3, 4 e 5 perspetivar a análise dos principais fatores condicionantes da evolução da população portuguesa e da constituição de uma sociedade multicultural, os conteúdos 2.1., 2.2. e 2.3. procuram precisamente identificar esses fenómenos sociodemográficos, analisar as suas tendências e a importância da interculturalidade como nova abordagem educativa. A exploração os conteúdos 3 e 4 visa fornecer um conjunto de conhecimentos fundamentais acerca do estudo do meio físico e natural (objetivos 6 a 10).

Metodologia de Ensino (Avaliação incluída)

As atividades letivas envolvem, consoante a natureza dos conteúdos: a) pesquisa e análise de textos científicos; b) debate mobilizando os saberes dos alunos ; c) análise e discussão de evidências e situações que permitam a aquisição de conhecimento científico; d) observação e análise de estruturas e fenómenos físicos e biológicos; e) realização de trabalhos práticos e recurso às TIC; f) utilização de linguagem científica na interpretação e discussão de informação, na análise e produção de argumentos e na comunicação oral e escrita e g) realização e apresentação de trabalhos de pesquisa. A avaliação contínua envolve a: a) participação nas atividades letivas (10%); b) realização de um teste (50%); c) realização e apresentação de um trabalho (de grupo ou individual) (40%). A aprovação à UC está condicionada a uma classificação superior a 9,0 valores no teste.


Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Dada a natureza dos diversos objetivos propostos, a sua consecução tanto passa pela aquisição de novos conhecimentos teóricos, como pelo desenvolvimento de outros já anteriormente detidos. Aqui, desde logo, faz sentido identificar esse saber prévio para arvorar sobre ele as novas propostas teóricas. O desenho metodológico prevê, por esse facto, uma articulação entre momentos mais expositivos e outros de pendor mais participativo, por forma a dar cabal prossecução a essa duplicidade formativa supramencionada. Especificamente a elaboração de textos pelos alunos sobre os diversos conteúdos revela-se indispensável, na mútua troca de saberes e para a construção de novo conhecimento (objetivos 1 a 5). Os critérios de avaliação preconizados procuram exatamente refletir sobre ambos os níveis de competências, valorizando, por um lado, o trabalho autónomo dos alunos que conflui para a respetiva Avaliação Individual Escrita; e, por outro, o trabalho de conjuntos de alunos através dos respetivos Trabalhos de Grupo. A adoção de metodologias ativas de ensino, envolvendo os estudantes em processos de investigação, autónomos, individuais ou em grupo, será fundamental para o cumprimento de todos os objetivos propostos relativamente ao Estudo do Meio Físico e Social (objetivos 1 a 10). Para tal, ao longo das aulas serão proporcionados diversos momentos de análise de evidências e de situações que permitam a aquisição de conhecimento científico e necessário à interpretação de fenómenos físicos (objetivos 6 a 8). Serão implementadas atividades práticas que conduzam os estudantes a aprofundar os conhecimentos científicos (objetivos 6 a 8) e a analisar e interpretar resultados experimentais à luz de um quadro teórico (objetivo 9). As atividades letivas assentes na recolha e análise de informação de diferentes proveniências e o recurso às TIC para explorar fenómenos naturais diversos concorrem para a promoção nos estudantes de uma cultura científica avançada (objetivo 10). Para além disso, as diversas experiências educativas que serão dinamizadas, como a apresentação de trabalhos individuais e de grupo, e a participação em eventos científicos, irão possibilitar aos estudantes desenvolver competências de argumentação científica (Objetivo 10). Nesta unidade curricular a carga média de trabalho autónomo (60h) é distribuída da seguinte forma: realização de trabalhos de pesquisa (10h); elaboração de trabalhos de grupo (15h); preparação de apresentações orais (5h); preparação de atividades práticas (5h); estudo para a realização de atividades individuais (25h).

Bibliografia de consulta (existência obrigatória)

Almeida, A., & Vieira, M. (2006). A Escola em Portugal. ICS. Almeida, M. J., & Costa, M. M. (2012). Fundamentos de Física (3.ª Ed.). Almedina. Alonso, M., & Finn, E. (2012). Física. Escola Editora. Berger, P., & Luckmann, T. (2010). A construção social da realidade. Vozes. Diogo, A. (2008). Investimento das famílias na escola. Dinâmicas familiares e contexto escolar local. Celta Editora. Halliday, D., Resnick, R., & Walker, J. (2021). Fundamentals of Physics (12.ª Ed.). John Wiley & Sons, Inc. Shills, E. (2000). Centre and Periphery. Routlege.