• EN
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • Linkedin
Você está em: Início > Ensino > Unidades Curriculares > MESMO112
Autenticação
ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Abordagens Multiculturais da Gravidez ao Pós-Parto

Código: MESMO112    Sigla: AMGPP
Área Científica: Saúde

Ocorrência: 2023/24 - 2S

Área de Ensino: 2º Ciclo

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular Créditos Horas Contacto Horas Totais
MESMO 6 Despacho n.º 5588/2023 3 29 84

Horas Efetivamente Lecionadas

Docência - Horas Semanais

Ensino Teórico: 0,53
Teórico-Práticas: 0,60
Trabalho de Campo: 0,53
Seminários: 0,27

Tipo Docente Turmas Horas
Ensino Teórico Totais 1 0,53
Maria da Conceição Fernandes Santiago   0,53
Teórico-Práticas Totais 1 0,60
Maria da Conceição Fernandes Santiago   0,60
Trabalho de Campo Totais 1 0,53
Maria da Conceição Fernandes Santiago   0,53
Seminários Totais 1 0,27
Maria da Conceição Fernandes Santiago   0,27

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Maria da Conceição Fernandes Santiago Responsável
Maria da Conceição Fernandes Santiago Coordenação Científica

Objetivos de Aprendizagem (conhecimento, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Integra conhecimentos, capacidade de compreensão e de resolução de problemas em situações relacionadas com a complexidade multicultural na saúde materna e obstétrica, nos contextos onde os clientes alvos dos cuidados se encontram, agindo de acordo com as normas legais e princípios éticos e deontológicos da profissão.

Avalia as necessidades em cuidados de saúde, para implementação de estratégias culturalmente seguras, assentes em padrões de comunicação que valorizam a diversidade de crenças e condutas em saúde.

Mobiliza evidência científica no desenvolvimento de uma praxis culturalmente segura, adotando estratégias de trabalho em redes intra e extrainstitucionais.

Conteúdos programáticos

Comunicação intercultural com a mulher inserida na família e comunidade

Consciência, Conhecimento e Habilidades Culturais para a preparação dos Encontros com a mulher/casal/família e grupo-alvo (mulheres em idade fértil) no contexto onde se encontram

Etnocentrismo e ethnorelativism e os cuidados de saúde no processo de comunicação intercultural

Estratégias de prevenção e resolução de choques e conflitos culturais na intervenção na mulher inserida na família e comunidade

A mediação intercultural como instrumento nos contextos familiares na comunidade

Literacia em saúde e mulher/casal/família e grupo-alvo culturalmente diversos

Contextos de cuidados culturalmente seguros

Unidades de saúde culturalmente recetivas

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Pretende-se que o mestrando enquadre a intervenção do profissional de saúde à mulher inserida na família e comunidade, tomando como foco de atenção as especificidades étnicas e culturais, gerindo os riscos e benefícios em saúde orientados em evidência científica, de forma a garantir a qualidade do exercício profissional.

Pretende-se preparar os mestrandos para a especificidade dos encontros na sua diversidade cultural, quer pela barreira da língua quer com o desconhecimento mútuo de caraterísticas étnicas e culturais entre quem cuida e quem é cuidado. As estratégias de intervenção mobilizadas, contribuem para a prevenção e resolução de choques e conflitos culturais e fomentam cuidados culturalmente seguros na mulher inserida na família e comunidade.

O desenvolvimento das diferentes estratégias aprendidas, promove a coerência da prática profissional, numa abordagem multi e interprofissional, tendo em conta a realidade nacional.

Metodologia de Ensino (Avaliação incluída)

Ensino teórico e teórico-prático, numa abordagem teórico-concetual das diferentes temáticas, conjugado com trabalho individual e de pequenos grupos em sala de aula e em trabalho de campo. Serão utilizadas as estratégias: leitura e análise de textos; análise de problemas relacionados com a prática e reflexividade na ação. ---Sociodrama
A componente autónoma da UC concretizasse através da leitura, reflexão crítica e sistematização de ideias fundamentais ao desenvolvimento de competências.

Avaliação: um trabalho de grupo, sob a forma de artigo/poster, a submeter para apreciação e divulgação (60%); apresentação oral do trabalho em Seminário (40%)     


Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Os objetivos definidos são previsivelmente atingidos através das diferentes metodologias de ensino implementadas, promotoras do participação ativa do mestrando no processo de ensino e aprendizagem, para o desenvolvimento do pensamento crítico-reflexivo, baseado num corpo de conhecimentos científicos.
A utilização de estratégias participativas/interativas favorecem a reflexividade nos mestrandos, capacitando-os para demonstrar a integração de conhecimentos e competências na especificidade dos cuidados de saúde em contextos multiculturais.
A análise e mobilização de fontes documentais concorrem para a elaboração do poster em grupo, apresentado e discutido em Seminário e priveligia uma prática baseada na evidência. 

Bibliografia de consulta (existência obrigatória)

Mateus, C., Oliveira, E., Marante, S., Capucho, S. L., Cordeiro, R., & Calha, A. (2020). Transculturalidade, uma realidade nos cuidados de saúde. Saúde & Sociedade, 1-8.
Moita, M. A., & Silva, A. L. (2016). Modelos de Competência Cultural: Uma Análise Crítica. Pensar Enfermagem, 20, Nº2, 72-88.
Nunes, M. L., & Ramos, N. (2011). Cuidar em contexto de diversidade cultural. Representações e vivências do corpo em diferentes culturas. RECIIS, 5(4), 70-86.
Reis, A., Saboga-Nunes, L., Spínola, A., Santos, I., & Santiago, C. (2019). Communicating with migrants: children¿s health literacy, digital technology, health promotion tools. European Journal of Public Health, 29(Supplement_4), 183-184.
Santiago, C. (2020). A perspetiva da mulher migrante sobre o processo de interação com os enfermeiros durante a gravidez ao pós-parto [Tese de doutoramento, Universidade de Lisboa]. Repositório aberto da Universidade de Lisboa.