• EN
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • Linkedin
Você está em: Início > Ensino > Unidades Curriculares > LAGPL1160
Autenticação
ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Botânica

Código: LAGPL1160    Sigla: BOT
Área Científica: Biologia e Bioquímica

Ocorrência: 2023/24 - 2S

Área de Ensino: Ciências Biológicas (CB)

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular Créditos Horas Contacto Horas Totais
LAGRPL 25 Despacho n.º 10342/2023 de 09/10 5 60 140

Horas Efetivamente Lecionadas

LAGPL_1DIA

Ensino Teórico: 10,50
Teórico-Práticas: 17,50

LAGPL_1A

Ensino Teórico: 10,50
Teórico-Práticas: 17,50

Docência - Horas Semanais

Ensino Teórico: 1,50
Teórico-Práticas: 2,50

Tipo Docente Turmas Horas
Ensino Teórico Totais 1 1,50
João Manuel Rodrigues de Oliveira - ESA   0,90
Sara Lobo Dias - ESA   0,60
Teórico-Práticas Totais 1 2,50
João Manuel Rodrigues de Oliveira - ESA   1,50
Sara Lobo Dias - ESA   1,00

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
João Manuel Rodrigues de Oliveira - ESA Responsável

Objetivos de Aprendizagem (conhecimento, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Aquisição de conhecimentos e desenvolvimento de capacidades e competências no domínio da biologia das plantas, nomeadamente ao nível da histologia, anatomia, morfologia externa, caracterização e identificação de taxa, da evolução filogenética das plantas, da bioclimatologia e fitogeografia.

Conteúdos programáticos

Componente Teórica:
1. Anatomia e Organografia Vegetal. 2. Morfologia externa de espermatófitos. 3. Evolução filogenética das plantas. 4. Caracterização taxonómica e ecológica de alguns taxa da Flora de Portugal. 5. Bioclimatologia e Fitogeografia.

Componente Prática:
1. Observação de cortes histológicos de diversos tecidos e órgãos (raiz, caule e folha) de plantas mono e dicotiledóneas. 2. Observação das características morfológicas da raiz, caule, folha, flor, inflorescência e fruto de plantas mono e dicotiledóneas. 3. Utilização de chaves dicotómicas para identificação de diversos taxa pertencentes às principais famílias botânicas presentes em Portugal. 4. Realização de trabalhos práticos no âmbito da multiplicação de plantas (ex. germinação, enraizamento).

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Através da componente teórica e da componente prática da unidade curricular pretende-se que os estudantes adquiram um conjunto de conhecimentos e de competências, sobre as características dos diversos tecidos vegetais (meristemas e tecidos definitivos) e suas funções, dos órgãos (raiz, caule, folha, flor e fruto), da evolução destas estruturas à medida que as plantas foram colonizando e repartindo-se pelos diversos sistemas terrestres. Na componente prática será dada relevância ao estudo da morfologia externa das plantas e à identificação de alguns taxa representativos das principais famílias botânicas presentes em Portugal. Na componente prática os alunos terão ainda oportunidade de participar em atividades que envolvam o estudo e a observação direta de plantas, bem como em atividades que exploram alguns métodos de multiplicação de plantas.

Metodologia de Ensino (Avaliação incluída)

A UC será lecionada através de aulas expositivas e práticas com diverso material pedagógico. A componente prática consta da realização de atividades a decorrer no laboratório e no exterior.

Regime de Avaliação:
1 - Condições para admissão a exame final: Os estudantes matriculados na unidade curricular estão admitidos a exame final. O exame final corresponde à realização de uma prova escrita.
2 - Condições de dispensa a exame final: (1) Realização de uma prova escrita (PE); (2) Apresentação oral de um trabalho (AO); (3) Presença mínima de 75% nas sessões teórico-práticas; 4) obter uma classificação mínima de 8,0 (oito) valores em cada uma das componentes de avaliação PE e AO.
Classificação final = 70% PE + 30% AO.

As provas de avaliação realizadas na unidade curricular através da plataforma MOODLE implicam pré-inscrição no Moodle da unidade curricular até 36 horas antes da data da sua realização.


Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Através do ensino ministrado nas aulas teóricas e nas aulas práticas, do ensino tutorial, da realização quer de trabalhos práticos e de campo, quer de fichas de trabalho sobre os temas lecionados nas aulas, os estudantes adquirem e desenvolvem um conjunto de conhecimentos e competências que lhes permitem alcançar os objetivos de aprendizagem enunciados para a unidade curricular. As atividades práticas são essenciais para complementar e aprofundar o conhecimento teórico adquirido em sala de aula, bem como para motivar os alunos para a temática da biologia das plantas.

Bibliografia de consulta (existência obrigatória)

Aguiar, C. (2020b). Evol. das Plantas. Ed. Lisboa Capital Verde Europeia 2020, vol.2. Lisboa: Imprensa Nacional.

Aguiar, C. (2020c). Sist. das Plantas Vasculares. Ed. Lisboa Capital Verde Europeia 2020, vol.3. Lisboa: Imprensa Nacional.

Capelo, J. & Aguiar, C. (2021). A Vegetação de Portugal. Ed. Lisboa Capital Verde Europeia 2020, vol. 4. Lisboa: Imprensa Nacional.

Ferrão, J. E. (2020). As Plantas e a Alimentação Mundial. Edição Fundação Francisco Manuel dos Santos e do autor.

Franco, J. A. (1971-1984). Nova Flora de Portugal (Continente e Açores),vols. 1 e 2, Lisboa: Ed. do autor.

Franco, J. A. & Afonso, M. L. (1994-2003). Nova Flora de Portugal (Continente e Açores),vol. 3, Lisboa: Escolar Editora.

Moreira, I. (2010). Anatomia das Plantas. Estruturas. Série Didáctica Botânica 2. (Moreira I & Monteiro A, Coords.) ISAPress.