• EN
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • Linkedin
Você está em: Início > Ensino > Unidades Curriculares > LBBA1251
Autenticação
ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Biotecnologia Aquática

Código: LBBA1251    Sigla: BTAQ
Área Científica: Biologia e Bioquímica

Ocorrência: 2023/24 - 2S

Área de Ensino: Ciências Biológicas (CB)

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular Créditos Horas Contacto Horas Totais
LBBA 16 Despacho n.º 7512/2022 de 15/06 5 60 140

Horas Efetivamente Lecionadas

LBBA_2

Teórico-Práticas: 61,00

Docência - Horas Semanais

Teórico-Práticas: 4,00

Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 4,00
João André Evaristo de Matos Gago - ESA   4,00

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
João André Evaristo de Matos Gago - ESA Responsável

Objetivos de Aprendizagem (conhecimento, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Conhecer os principais recursos biológicos aquáticos vivos de utilização atual e potencial.
Conhecer a evolução a nível mundial das pescas e aquacultura, e sua importância como fonte de alimento. Identificar os diferentes sistemas de produção aquícola ao nível do tipo de regime, infraestruturas e unidades de produção e caracterizar os desafios inerentes a este setor.
Conhecer as aplicações biotecnológicas com interesse para a aquacultura.
Identificar os recursos aquáticos com potencial biotecnológico e conhecer as formas de os explorar.

Conteúdos programáticos

Breve caracterização do meio aquático: principais subdivisões dos ecossistemas aquáticos (marinhos, água doce e salobros) e princípios de ecologia aquática. Propriedades físico-químicas da água e sua relação com a adaptação dos organismos aquáticos.
Importância alimentar, económica, social e ecológica da aquacultura no mundo, na Europa e em Portugal.
Caracterização dos sistemas de produção (maneio e meios tecnológicos envolvidos, espécies exploradas, comercialização, legislação). Introdução à aquariologia.
Potencial das aplicações biotecnológicas ao cultivo de organismos aquáticos e derivadas de outros organismos aquáticos: OGMs, desenvolvimento de vacinas, diagnóstico de doenças, melhorias na nutrição, criopreservação, genómica e proteómica, farmacologia, biorremediação, produção de energia e desenvolvimento de novos bioprodutos/biomateriais.
Estratégia nacional e europeia para a biotecnologia azul.

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Os conteúdos programáticos desta UC pretendem fazer uma abordagem estruturada, rigorosa e atual sobre os principais aspetos da biotecnologia aquática. A utilização dos recursos aquáticos é abordada principalmente ao nível do seu interesse alimentar, mas também ao nível de outras aplicações biotecnológicas como a farmacologia e obtenção de novos bioprodutos e biomateriais. Igualmente, é feita uma abordagem sobre os benefícios das ferramentas biotecnológicas, como o desenvolvimento de vacinas, OGMs e diagnóstico precoce de doenças, no cultivo de organismos aquáticos. Esta UC também pretende dotar os alunos das competências necessárias para intervir de forma consciente, adequada e tecnologicamente competente nos processos inerentes ao aproveitamento, utilização biotecnológica e cultivo de organismos aquáticos.

Metodologia de Ensino (Avaliação incluída)

Metodologias:
O ensino será ministrado através de aulas teóricas, práticas e de natureza tutorial e será complementado com visitas de estudo a unidades de produção aquícolas.
Avaliação:
Os estudantes matriculados na unidade curricular estão admitidos a exame final (prova escrita).
Os estudantes podem dispensar do exame final realizando as seguintes provas e obtendo uma classificação igual ou superior a 10 valores em todas elas:
- Um teste: (60% da classificação final);
- Um relatório/trabalho (40% da classificação final).


Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Tendo em conta os objetivos propostos para esta UC, a metodologia de ensino aplicada irá permitir, através da exposição das temáticas abordadas, dos trabalhos desenvolvidos e das visitas de estudo efetuadas que os alunos adquiram conhecimentos e competências sobre o cultivo de organismos aquáticos e sobre as aplicações biotecnológicas obtidas através dos recursos biológicos aquáticos.

Bibliografia de consulta (existência obrigatória)

Dawes, J. (2001) Complete encyclopedia of the freshwater aquarium. Firefly Books.
Dinis, M.T. & Rocha, R.M. (2021) Introdução à Aquacultura. Lisboa: Lidel Edições Técnicas Lda.
Dobson, M. & Frid, C. (2009) Ecology of Aquatic Systems. UK: Oxford University Press, 321pp.
FAO (2020). The State of World Fisheries and Aquaculture 2020. Sustainability in action. Rome, Italy: FAO.
Henriques, M. (Ed.) (1998). Manual de Aquacultura. Porto: FEDER ¿ PRONORTE.
Lucas, J., Southgate, P. & Tucke,r C. (Eds.). (2018). Aquaculture: Farming Aquatic Animals and Plants (3rd ed.). UK: Wiley-Blackwell. 664pp.
OECD (2013). Marine Biotechnology: Enabling Solutions for Ocean Productivity and Sustainability. Paris: OECD Publishing.
Se-Kwon, K. (Ed.) (2015). Springer Handbook of Marine Biotechnology. Springer-Verlag Berlin Heidelberg
Tidwell, J.W. /(2012). Aquaculture Production Systems. John Wiley & Sons, Inc. 440pp